Carregando..

Notícias

COREN-MG DISCUTE ÉTICA E COMUNICAÇÃO EM SEMINÁRIO


“Comunicação como Estratégia de Liderança”. Esse foi o tema do 8° Seminário de Ética realizado pelo COREN-MG, no dia 09 de março, em Belo Horizonte. O evento, que teve apoio do curso de Enfermagem do Instituto Metodista Izabela Hendrix, contou com a participação de mais de 400 inscritos, dentre eles, enfermeiros e estudantes da área. Profissionais e acadêmicos de outras cidades de Minas Gerais e de vários estados, como Bahia, Espírito Santo, Goiás, Tocantins e do Distrito Federal, também estiveram presentes.

Na abertura do evento, os participantes foram recebidos com a apresentação de uma orquestra, que, a partir da performance mostrada – ressaltando a importância de cada instrumento musical para a harmonia final do conjunto –, reforçou, de forma metafórica, a mensagem que seria transmitida posteriormente sobre a importância estratégica da comunicação nas relações interpessoais.

A Enfª Telma Ramalho Mendes, Presidente do COREN-MG; o Enfº Manoel Carlos Néri da Silva, Conselheiro do Conselho Federal de Enfermagem; a Enfª Elizabeth Perez Galastro, Conselheira Efetiva do COREN-MG e Coordenadora da Comissão de Ética do COREN-MG; a Enfª Gicele Doria, Presidente do COREN-BA; a Enfª Rosária Lúcia Barbosa, Presidente do COREN-GO; e a Enfª Cláudia Maria de Oliveira Pereira, Coordenadora do Curso de Enfermagem do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix, representante do Reitor, compuseram a mesa na abertura do seminário.

Ética, direitos humanos e outras garantias legais foram assuntos apresentados e debatidos durante a manhã por Manoel Carlos Néri da Silva. Na parte da tarde, a Enfª Rosiani C. B. Ribeiro de Castro, docente da Unicsul, expôs sobre o tema principal do seminário, destacando o processo de comunicação como instrumento essencial para a humanização da atenção à saúde.

Durante a exposição, Rosiani de Castro convidou seis profissionais para subirem ao palco e participarem de uma dinâmica que demonstrou a importância da comunicação não-verbal, com destaque para a linguagem corporal, a influência da distância entre os comunicadores e o toque entre eles.

Para finalizar o seminário, houve uma encenação teatral, produzida pelos próprios profissionais da Enfermagem, que, de maneira lúdica, sintetizaram o conteúdo do evento e propuseram uma reflexão ética sobre a profissão.

Imagens do Seminário