Carregando..

Notícias

Coren-MG promove 11º Emita


Atividade contou com a participação de centenas de pessoas, entre auxiliares, técnicos e estudantes de Enfermagem


O assessor da SES/BH, Hilton Brantela, o presidente da Anaten, José Antônio da Costa, e  presidente do Coren-MG, Carla Prado, participaram da mesa de abertura

Data da publicação: 11/12/2019

No dia 3 de dezembro, foi realizada a 11ª edição do Encontro Mineiro de Técnicos e Auxiliares de Enfermagem (Emita), que acontece no Dayrell & Centro de Convenções, em Belo Horizonte. Centenas de pessoas, entre técnicos, auxiliares e estudantes de Enfermagem, participaram da palestra de abertura, que teve como tema “O resgate da essência e da prática no exercício da Enfermagem: Caminhos para a assistência com excelência”.

A mesa de abertura do evento foi composta pela presidente do Coren-MG, enfermeira Carla Prado Silva, pelo presidente da Associação Nacional dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem (Anaten), auxiliar de enfermagem José Antônio da Costa, pelo assessor da Secretaria Municipal de Saúde, Hilton Brant, e pela vice-presidente do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos de Belo Horizonte (Sindibel), Hilda Alexandrino. 

Carla Prado Silva falou da satisfação em receber a todos e que, especificamente, nesta edição do Emita, será enfatizada a questão cientifica. Sob este ponto de vista, não há como não falar sobre a tecnologia na saúde, como o uso de robôs para na realização de cirurgias. Mas em relação à Enfermagem, não existe um robô que faça o cuidado. Por isso, a presidente do Coren-MG diz que a Enfermagem é essencial. “Essa é uma das poucas profissões que, com o decorrer dos anos, não vai poder ser substituída. E quando falamos que a Enfermagem fica 24 horas por dia com o paciente, vocês, auxiliares e técnicos, é que são a expressão disso. O enfermeiro precisa organizar o serviço, fazer os cuidados de alta complexidade, mas quem fica à beira do leito são vocês”, completou.

Responsável pela palestra de abertura, o presidente da Anaten, José Antônio Costa, exibiu um vídeo onde é destacado o papel da Enfermagem em um hospital. Na sequência, convidou os presentes para dar suas impressões sobre o material e repensar a prática profissional. “O que pretendo não é ensinar, mas sim trocar experiências”, disse. Ele também destacou a importância do toque no atendimento. Para enfatizar isso, ele promoveu uma dinâmica em que três participantes lavavam os pés de outros três. Em seguida, eles se revezaram na tarefa.

No período da tarde, a programação foi iniciada com a palestra “Sobre a morte e o morrer com dignidade – A finitude do ser”, tema abordado pelo enfermeiro Alexandre Ernesto Silva, que é colaborador da Câmara Técnica do Coren-MG. O profissional é especialista em Saúde Mental e em Gestão Hospitalar, mestre em Educação, Cultura e Organizações Sociais na linha de Saúde Coletiva (Cuidados Paliativos) e doutor em Enfermagem. 

O encerramento do 11º Emita foi marcado pela palestra “Comportamento profissional: Ética e postura”, proferida pela enfermeira Livia Cozer Montenegro, que é mestre e doutora em Enfermagem. Presidente da Associação Brasileira de Enfermagem – Seção Minas Gerais gestão 2016-2019, este ano ela assumiu a função de conselheira do Coren-MG.

A comissão organizadora do evento se empenhou ao máximo para levar conhecimento para os profissionais de Enfermagem