.

angle-left Capacitação possibilita melhoria nos processos de fiscalização

Além da atividade, Enfermeiros Fiscais de Belo Horizonte e do interior participaram de um workshop sobre liderança

Data da publicação: 25/09/2019

A fim de promover, de forma continuada, ações educativas para os Enfermeiros Fiscais, nos dias 17 e 18 de setembro, o Coren-MG ofereceu a Capacitação dos Enfermeiros Fiscais pela Câmara Técnica (CT). Realizada na sede do Conselho, em Belo Horizonte, a atividade possibilitou, ainda, uma reflexão a respeito da necessidade de se repensar, desconstruir e construir o processo de fiscalização. No dia 19 de setembro, os Enfermeiros Fiscais participaram de um workshop sobre liderança.
 
Atividades como esta favorecem a profissionalização dos Enfermeiros Fiscais, que ficam melhor capacitados para a condução do processo de fiscalização, gerando benefícios para os profissionais de Enfermagem. Atualmente, uma das notificações mais comuns no trabalho dos Enfermeiros Fiscais refere-se ao dimensionamento de pessoal, ou seja, a quantidade insuficiente de Auxiliares, Técnicos e Enfermeiros para atuarem em determinada instituição. 
 
Uma das facilitadoras da oficina foi a Enfermeira Fiscal Andréia Murta, que é coordenadora adjunta da Câmara Técnica. De acordo com ela, a atividade teve como objetivo permitir que os Enfermeiros Fiscais conhecessem mais intimamente outras áreas de atuação que lidam com visitas de auditoria e avaliação de serviços de saúde. “Após o conteúdo teórico, espera-se que os participantes possam refletir sobre quais conceitos, rotinas e processos de trabalho poderiam ser implementados na fiscalização do exercício profissional, buscando aprimorar a atuação do fiscal”, apontou. 
 
A capacitação teve também teve como facilitadores as Enfermeiras colaboradas da CT, Daniela Santos, Letícia Santana, Juliana Silveira, e o procurador geral do Coren-MG, Hudson Cambraia. 
 
Liderança e Enfermagem
– O workshop sobre liderança foi ministrado, no dia 19, pelo diretor de Enfermagem do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Frank Miranda. Doutor em Ciências da Saúde, mestre em Enfermagem e professor do Curso de Graduação em Enfermagem da UFU, ele ressaltou a importância do entendimento do ambiente organizacional e sua potencialidade de mudanças. A atividade foi realizada no auditório da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), no bairro Santa Efigênia, em Belo Horizonte e nela foram abordados temas como autoconhecimento, autopercepção, autocontrole e empatia. 
 
De acordo com a coordenadora do Departamento de Fiscalização (DeFis), Carolina Calixto dos Santos Rodrigues, o tema foi escolhido porque é muito importante que o Enfermeiro Fiscal desenvolva habilidades de relacionamento, comunicação e tenha capacidade para tomar decisões e influenciar pessoas. “Os Enfermeiros Fiscais são líderes durante o processo de fiscalização e verdadeiros agentes de mudanças, inspirando os Enfermeiros a organizarem o Serviço de Enfermagem e promoverem uma assistência de qualidade”, ressaltou.

O workshop foi ministrado pelo diretor do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC/UFU), Frank Miranda