Publicador de Conteúdos e Mídias

angle-left Coren-MG instaura Comissão de Combate a Violência na Enfermagem

Data da publicação: 04/12/2019

 

A presidente do Coren-MG, enfermeira Carla Prado, instaurou na última semana a Comissão Permanente de Estudo e Prevenção e Combate à Violência e ao Assédio Moral no Trabalho do Conselho Regional de Enfermagem de Minas Gerais (Coren-MG), criada para levantar e debater tais casos. Presidida pela enfermeira Carolina Angélica de Brito Silva, também integram a comissão os enfermeiros Carla Aparecida Spagnol, Fernanda Lopes de Araújo, Priscilla Nayara de Araújo Chagas e Marcus Luciano de Oliveira Tavares.


A presidente destacou, durante a 23ª Reunião Ordinária de Plenário do Coren-MG, a importância de um trabalho contínuo com o intuito de conscientizar e diminuir casos de violência contra profissionais da Enfermagem. "Em Minas Gerais, 88% dos profissionais são mulheres, o que aumenta ainda mais casos de violência na Enfermagem. Neste cenário, o Conselho tem recebido um número grande de queixas, tanto de assédio moral, quanto de agressão física. Assim, a comissão foi instaurada para tratar do assunto, tanto em âmbito de Coren quanto fora”, destacou. 


Esse acontecimento se deu em meio ao lançamento do livro "Faces da Violência", que destina um capítulo a violência na Enfermagem, tendo como nome "Violência ocupacional nas unidades de saúde: um olhar para os profissionais de Enfermagem". O capítulo tem como coautores os enfermeiros Tiziane Rogério Madureira, Lucinete Duarte dos Santos Ferreira, Éder Júlio Rocha de Almeida e Maria do Socorro Pacheco Pena. 


É o Coren-MG no combate a violência contra os profissionais da Enfermagem.