Publicador de Conteúdos e Mídias

angle-left COREN-MG PROMOVE CAPACITAÇÃO DE UTILIZAÇÃO DE DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM

A ação educativa foi realizada após fiscalização constatar uso de diagnóstico do CID em unidades de saúde de Belo Horizonte

Presidente Carla Prado destacou a importância do tema para os enfermeiros 

Data da publicação: 01/11/2019

Em conformidade com as novas diretrizes adotadas desde 2018 pelo Coren-MG, de ser um órgão mais educativo que punitivo, no dia 31 de outubro, enfermeiros da Regional Leste da Prefeitura de Belo Horizonte participaram de uma capacitação para uso dos diagnósticos de Enfermagem. A atividade contou com a presença da presidente do Coren-MG, enfermeira Carla Prado Silva.

A atividade visou instruir os profissionais a utilizarem a Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem (Cipe), que vem sendo adotada pelo Conselho Internacional de Enfermagem. A iniciativa foi realizada após ações da fiscalização apurarem a utilização de linguagem de diagnóstico do Código Internacional de Doenças (CID) nas unidades de saúde de Belo Horizonte. 

A Cipe vem se consolidando mundialmente como uma tendência para a padronização da comunicação e da troca de informações entre os enfermeiros, visando à representação da prática de Enfermagem nos Sistemas de Informação em Saúde. 

Para abordar o assunto, a enfermeira pós-doutora pelo Center for Nursing Classification, Tania Couto Machado Chianca, foi convidada para ministrar a aula pela enfermeira fiscal do Coren-MG, Fabíola Moura da Costa. “Estamos trabalhando para reestruturar a consulta de Enfermagem de acordo com a legalidade e esta capacitação foi preparada para que os profissionais possam começar a aprender a lidar com a linguagem dos diagnósticos”, declarou a enfermeira fiscal. Fabíola ainda mencionou que a partir das metodologias de utilização, o próximo passo é a prescrição de Enfermagem, destacando que este é o único procedimento que só o enfermeiro pode fazer.

A presidente do Coren-MG, enfermeira Carla Prado, ressaltou a importância do assunto comentando que é por meio da Prática de Enfermagem que o enfermeiro detecta os problemas de saúde, planeja, prescreve, implementa ações e avalia resultados. “Através de ações como esta que buscamos capacitar e atualizar os profissionais para uma prestação de assistência com excelência”, acrescentou.