Publicador de Conteúdos e Mídias

angle-left Encontros destacam importância da Comissão de Ética de Enfermagem

Eventos, que foram realizados em Congonhas e Juiz de Fora, reuniram cerca de 150 pessoas, entre profissionais e estudantes de Enfermagem

Data de publicação: 04/10/2019

A fim de esclarecer as atribuições da Comissão de Ética da Enfermagem (CEE) do Coren-MG, nos dias 2 e 4 de outubro, foram realizados, em Congonhas e Juiz de Fora, encontros que abordaram o tema. A atividade, que contou com a presença de profissionais e estudantes de Enfermagem, além de ética, abordou a importância do empoderamento da Enfermagem. Os eventos reuniram cerca de 150 pessoas.

Em ambas as cidades, o encontro foi conduzido por membros da CEE do Coren-MG, órgão que tem a função de orientar, padronizar critérios de criação, competência, funcionamento e organização das Comissões de Ética de Enfermagem nas instituições de saúde de Minas. Integrada por 13 membros, a Comissão de Ética do Coren-MG é coordenada pelo enfermeiro fiscal Farley Sindeaux Ribeiro.

À frente das palestras,  Farley  desmitificou o papel da CEE, que não  está associado à punição dos profissionais de Enfermagem. “A Comissão de Ética do Coren-MG não julga. Somos responsáveis por observar se os trâmites para a constituição da CEE em uma instituição estão corretos. Caso contrário, orientamos sobre os passos a serem seguidos para que isso ocorra”, enfatizou.

Uma das participantes foi a Enfermeira do PSF Santa Mônica, de Congonhas, Vanessa Helena Bretas Lage Viana, que achou o evento excelente. “Parabenizo o Coren-MG, porque pela primeira vez o Conselho vem de forma mais próxima do pessoal. Foi uma abordagem com foco nas pessoas e não nas leis e normas”, pontuou.

Em Juiz de Fora, nesta sexta-feira (4), o Enfermeiro Fiscal proferiu a palestra "Conhecimento, Ética e Coragem", no Centro de Vigilância em Saúde. Farley ressaltou que o profissional de Enfermagem precisa ter um conhecimento amplo das áreas de atuação da Enfermagem. 

"A técnica é essencial, mas só ela não basta. O conhecimento é a base. Já a ética é a conduta correta, adequada a ser tomada. E tem que haver coragem para fazer a coisa certa, enfrentar os riscos, porque todas as nossas ações são de risco, seja alto ou baixo", sintetizou Farley.

Em busca de orientações - A Comissão de Ética da Enfermagem (CEE) do Coren-MG do Coren-MG se reúne todas as sextas-feiras no Conselho, de 9h às 13h, horário em que está disponível para os inscritos, sendo necessário o envio de e-mail para etica@corenmg.gov.br para agendamento.