Publicador de Conteúdos e Mídias

angle-left Nota de pesar

Data da publicação: 09/09/2019

É como imenso pesar e indignação que o Conselho Regional de Enfermagem de Minas Gerais (Coren-MG) lamenta o falecimento da enfermeira Josiane Joyce Pereira, de 35 anos. Ela foi brutalmente assassinada com dois tiros por seu ex-namorado, no dia 4 de setembro, enquanto esperava as filhas, de 5 e 8 anos, em frente à escola infantil onde estudam, no bairro Santa Branca, na capital.
 
Natural de Belo Horizonte e apaixonada pela profissão, Josiane realizou o sonho de se tornar Enfermeira em 2005 e, desde então, se destacou nos locais em que trabalhou. Profissional dedicada, comprometida com seu trabalho e competente, atualmente, a enfermeira era coordenadora das Unidades de Internação do Hospital Alberto Cavalcanti. Na vida particular, uma mãe zelosa e incansável, além de uma filha amorosa, com grandes valores familiares.
 
Josiane Pereira, cuja vida foi ceifada de forma tão trágica, deixa um exemplo de força, fé e luta para toda a equipe de Enfermagem do hospital e demais colegas de profissão que tiveram a honra de conviver com ela.
 
Nesse momento de imensa dor, o Coren-MG se solidariza com parentes, amigos e colegas de Josiane Joyce, desejando que a justiça seja feita e o responsável, punido.
 
O Coren-MG reforça, ainda, a importância de denúncias de agressão contra a mulher, que é um problema de todos. No Brasil, a Lei 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha, visa proteger a mulher da violência doméstica e familiar. Não se omita: ligue 180 e denuncie! A denúncia é anônima e gratuita, disponível 24 horas, em todo o país.