Publicador de Conteúdos e Mídias

angle-left Coren-MG realiza auditoria interna em subseções

Iniciativa tem como objetivo melhorar a prestação de serviços aos profissionais e, também, prestar contas do trabalho da atual gestão

As vistorias vêm sendo realizadas pelo servidor da Unidade de Controladoria Geral, Rafael  Ferreira e pelo controlador geral, Emerson Januário, e

 

Nos dias 22 e 26 de abril, as subseções de Varginha e Pouso Alegre passaram por processo de auditoria interna. No mês de março, nos dias 11 e 15, foi a vez das subseções de Montes Claros e Juiz de Fora serem auditadas. Tais procedimentos estavam previstos desde janeiro, quando o Plenário do Coren-MG se reuniu para a sua 13ª Reunião Ordinária. No encontro, além das pautas previamente discutidas, entrou em votação o cronograma de auditoria interna apresentado pela Unidade de Controladoria Geral com vistas às subseções no interior do estado.

As vistorias vêm sendo realizadas pelo controlador geral, Emerson Januário, e pelo servidor da Unidade de Controladoria Geral, Rafael de Almeida Ferreira, que foram capacitados para o trabalho. “As subseções são uma extensão do Conselho e sua razão de existir em território mineiro é o inscrito. A fim de possibilitar melhorias no atendimento aos profissionais bem como dar um retorno sobre os atos da Gestão, estamos verificando todas as instalações de maneira aprofundada”, conta Emerson Januário.

De acordo com Emerson Januário, o Coren-MG foi o primeiro Regional do Sistema a executar os procedimentos de auditoria interna em suas instalações. “Tal ação, de iniciativa da Unidade de Controladoria Geral, reforça o compromisso deste Regional em oferecer sempre os melhores serviços e atendimentos àquele que é a razão de existir da autarquia: você, profissional de enfermagem!”, reforça o controlador geral.

Interrupção dos trabalhos – Os trabalhos tiveram início em 2016, com auditorias no Almoxarifado, Patrimônio, Departamento de Fiscalização, Unidade de Tecnologia da Informação e Gabinete (Centro de Documentação e Memória). Para 2017, estavam programadas inspeções no Gabinete (Assessoria de Comunicação e Geral), Procuradoria Geral e procedimentos continuados na Contabilidade, Gestão de Pessoas e Financeiro. “No entanto, a antiga Gestão optou por, no início daquele exercício, interromper todas as auditorias”, informa Emerson Januário.

Com o advento da posse da nova Gestão, em 2018, foram retomados os procedimentos para aquele ano e a Unidade de Controladoria Geral realizou auditorias na Unidade de Processo Ético, retorno na Tecnologia da Informação e uma inspeção especial envolvendo cessão de servidor. “Para 2019, mantendo o caráter pioneiro, o Coren-MG ampliará sua área de atuação realizando auditoria interna em todas as subseções, com término previsto para julho”, destaca o controlador geral do Coren-MG.