Carregando..

Notícias

Zema: O único que não recebe a enfermagem mineira, desvaloriza a profissão


A união da Enfermagem mineira com o Coren-MG abriu as portas de Câmaras Municipais, da Assembléia Legislativa de Minas Gerais, da Câmara Federal e fez com que fôssemos recebidos também no Senado.

Mas sabe o único que até agora não nos recebeu? O excelentíssimo governador Romeu Zema.

Entre promessas não cumpridas e outras que estão sobre sua mesa, a Enfermagem está trabalhando no limite nas UPAs e PAs, com um Hospital de Campanha praticamente sem uso. Com poder de gerar um piso salarial para a categoria, ele, no entanto, não o faz.

Mas, acerca do Hospital de Campanha, não sejamos totalmente injustos, uma vez que o governo já está em processo de abertura para contratação, através do Chamamento Público Emergencial Nº 01/2020 e quer pagar um bom salário para os médicos (R$ 9.000,00). Entretanto, sabe qual será o salário do profissional de Enfermagem? R$ 2.645,82. E para o técnico? R$ 1.755,96.

É bom lembrar que, na reunião que fizemos recentemente, esse é o “bom salário” que o governo disse que pagava para os profissionais de Enfermagem.

Basta!

O Coren-MG é órgão fiscalizador da profissão. No entanto, essa gestão optou por ir além de suas atribuições, pois o que a Enfermagem mineira está vivendo é desesperador.

Somos mais de 200 mil profissionais, e essa força tem e será sentida agora com ainda mais impacto que na primeira vez. Apostamos que o governador vai querer seu voto, mas nos tratando com esse desleixo?

Diante dessa parceria entre a Enfermagem mineira e o Coren-MG, nós convocamos todos os profissionais de Enfermagem para essa luta a favor da categoria. Saibam: não haverá mudança sem união.

Orientamos que façam o seguinte:

Entrem nas postagens dos perfis Romeu Zema e Governo do Estado de Minas Gerais
Usem o texto que quiserem com a hashtag #ZemaRecebaoCorenMG

Você que recebeu essa mensagem, mas não é profissional de Enfermagem, nos apoie também. Faça parte dessa luta.

A Enfermagem Mineira não está mais clamando, mas exigindo ações de um governador que sequer falou conosco até agora.

Que o governador se lembre de que, caso ele finja nos esquecer, os 200 mil profissionais jamais esquecerão.

#SemEnfermagemNãoTemBrasil